Implante Dentário Curitiba

implante-dentario-curitiba-ceopar

Implantes dentários são pinos de titânio que têm a função de substituir dentes perdidos. A cirurgia de implante dentário é o procedimento no qual o implante é fixado no osso da arcada dentária.

Entre as principais causas de perdas dentárias, que por consequência criam a necessidade de procedimentos de implantodontia, estão a cárie, doenças gengivais, fraturas dentárias, acidentes e desgastes severos provocados por bruxismo (ranger os dentes à noite).

A falta de um ou mais dentes causa diversos problemas, entre eles a dificuldade de mastigação, desalinhamento dos dentes remanescentes na arcada dentária, problemas de fala e a vergonha de sorrir. O implante dentário recupera as funções do dente e a autoestima do paciente.

O implante não é simplesmente um parafuso de superfície lisa fabricado em titânio; ele é submetido a processos químicos que tornam a superfície dele porosa como a de uma esponja. Uma vez fixado o implante, o osso do paciente lentamente se regenera para dentro da superfície porosa, ancorando de forma definitiva o implante. A este processo dá-se o nome de osseointegração.

Existe a remota chance da osseointegração não ocorrer, gerando por consequência o insucesso do implante. Esta possibilidade é de cerca de 2%. Caso não ocorra a osseointegração, o implante pode ser facilmente removido e outro implante poderá ser colocado em seu lugar, tendo o novo implante o mesmo índice de sucesso de 98%. O titânio é um metal biocompatível, portanto não há rejeição pelo organismo.

Conheça o passo a passo do implante dentário

implante-dentario-curitiba-ceopar

O primeiro passo é o diagnóstico por meio de um exame clínico. São tiradas radiografias e uma tomografia também é solicitada ao paciente. A tomografia revela com imensa precisão, muito superior ao raio-X, a localização de nervos, a densidade óssea e a espessura e profundidade do osso; permitindo medir com exatidão o espaço para colocação do implante. Com base no resultado desses exames, o implantodontista procede a colocação do implante. 

Com a utilização de um enxerto ósseo ou não, é parafusado o implante (peça de titânio) que servirá de estrutura para a prótese.

Existe um tempo de pausa necessário para a recuperação da gengiva e osseointegração do implante dentário, por isso, o retorno do paciente deve acontecer de 30 a 120 dias após a cirurgia para dar continuidade ao tratamento.

São aproximadamente 6 consultas até a finalização do tratamento e a cirurgia é feita no próprio consultório odontológico.

Alguns tipos de implantes dentários e tratamentos

Implante dentário com carga imediata

É o procedimento simultâneo da extração do dente, fixação do implante, e colocação do dente provisório sobre o implante recém fixado. Esse procedimento é recomendável especificamente para dentes anteriores, a fim de preservar o contorno da gengiva de forma mais fiel. A gengiva, sem a presença do dente, retrai e atinge um resultado estético superior e mais natural utilizando a carga imediata.

A carga imediata pode ser utilizada também para dentes posteriores. Em todos os casos o cirurgião dentista fará uma avalição minuciosa para estudar a possibilidade da utilização desta técnica. De qualquer maneira, sempre que possível, é a opção mais recomendável.

Mini-implante dentário

O mini-implante dentário é um pequeno implante utilizado para auxiliar na movimentação ortodôntica. Em casos específicos, durante o tratamento ortodôntico, pode haver a necessidade de utilizar o mini-implante para ancorar o aparelho ortodôntico, permitindo uma movimentação local específica. Uma vez que o dente, ou dentes, que estão sendo movimentados pelo mini-implante, atingem o posicionamento desejado, o mini-implante dentário é removido.

Enxerto ósseo

Pode ser feito em conjunto com o implante dentário e é utilizado quando há uma perda óssea que impossibilite a instalação dos implantes. Os ossos da maxila e mandíbula, de forma geral, são diferentes dependendo da região (mais poroso ou menos poroso e mais denso ou menos denso). Cada uma dessas regiões irá reabsorver o osso com maior ou menor intensidade e, por isso, é muito particular a necessidade de enxerto. A causa da perda dentária também influencia na reabsorção.

Assista ao vídeo e conheça as opções de tratamento

Fonte: Neodent


Principais dúvidas sobre implante dentário

Quanto custa um implante dentário?
Vou sentir dor na operação de implante dentário?
O que acontece se eu continuar sem um implante dentário?
Devo fazer um implante dentário depois de quanto tempo se eu perder um dente?
Onde fazer meu implante dentário em Curitiba?