Periodontia Curitiba

gengiva-saudavel-ceoparA periodontia é a especialidade da odontologia que trata das estruturas de sustentação dos dentes (periodonto). Atualmente, levamos em consideração que a estética do sorriso é a harmonia entre os dentes e a gengiva, logo, uma gengiva saudável é fundamental para o sucesso de um tratamento estético.

A gengiva é o tecido que reveste o osso que sustenta os dentes (osso alveolar) e, em virtude da má higiene, do fumo, do stress, da baixa imunidade e de maus hábitos alimentares, a gengiva fica fragilizada, causando a gengivite. A periodontia investiga os principais sinais caraterísticos da gengivite como sangramentos, edema (inchaço), vermelhidão e dor. Caso esteja continuamente inflamada, a gengiva facilita a passagem de bactérias para a corrente sanguínea e, uma vez em circulação no corpo, podem causar inflamações crônicas com risco de se alojarem no coração gerando graves problemas (endocardite bacteriana). As doenças periodontais atingem 75% da população maior de 25 anos de idade, por isso é de grande importância realizar visitas constantes ao seu dentista para a prevenção. Constatada alguma alteração na gengiva, o dentista deverá realizar o encaminhamento do paciente a um profissional especializado em periodontia.

A higienização correta é fundamental, o acúmulo de placa bacteriana leva a formação de tártaro ou cálculo que, com o tempo, vai se alojando abaixo da linha visível dos dentes - entre o dente e a gengiva. Se esse acúmulo não for removido pelo periodontista, pode evoluir criando uma bolsa periodontal (periodontite) que lentamente causa retração do osso que sustentam os dentes, causando mau hálito (halitose), amolecimento ou até mesmo a perda dos dentes. Essa doença pode ser assintomática, ou seja, o paciente pode não sentir dor ou desconforto e não necessariamente apresentar sangramento ou retração gengival.

Tratamentos na área da periodontia

Os tratamentos da periodontia variam de acordo com o diagnóstico. Casos mais simples podem necessitar apenas da remoção da placa bacteriana. Já os casos mais graves podem ser cirúrgicos. O CEOPAR conta com aparelhos de vibração ultrassônica, além de instrumentos projetados para a raspagem manual.

Remoção de placa ou limpeza ou profilaxia

A remoção da placa bacteriana, cálculo ou tártaro, acumulados na linha visível dos dentes, é feita através da limpeza ou Profilaxia (remoção de placa). Nesse procedimento simples o cirurgião-dentista usa o jato de bicarbonato, aparelho de vibração ultrassônica e uma escova instrumental rotatória.

Raspagem e alisamento radicular

O periodontista remove o tártaro ou cálculo abaixo da gengiva. A superfície das raízes dos dentes também são limpas e aplainadas. A raspagem é o tratamento para remoção da cálculo ou tártaro presente entre os dentes e a gengiva. O objetivo do procedimento é prevenir processos inflamatórios e infecciosos da gengiva e também garantir a integridade da estrutura óssea que sustenta os dentes.

Cirurgia para redução de bolsas periodontais

As bolsas periodontais são formadas em decorrência do acúmulo de tártaro ou cálculo entre o dente a gengiva, abaixo da linha visível dos dentes. O acúmulo desse material gera um foco infeccioso que constantemente mantém a gengiva inflamada e compromete lentamente a estrutura óssea que sustenta os dentes, causando retração óssea.

Longe do alcance da escovação convencional, a procura de um profissional especializado é indispensável para realização da limpeza adequada da área afetada através da cirurgia para a redução de bolsas periodontais.

Regeneração periodontal ou enxerto gengival

Doenças periodontais graves podem destruir o tecido vermelho vivo da boca. O tratamento regenera as regiões por intermédio da utilização de um enxerto de tecido vivo do próprio paciente, cirurgicamente posicionado para o fim desejado.

Reconstrução tecidual estética

Muitas vezes para restaurar a naturalidade do sorriso não basta somente a utilização de um implante dentário. A gengiva tem um papel essencial no aspecto natural do sorriso e, por isso, esta deve passar por atos cirúrgicos preparatórios, antes durante ou depois da cirurgia de instalação de implantes dentários.

A cirurgia plástica na periodontia

São vários os fatores que determinam a qualidade da estética gengival. A cirurgia plástica periodontal busca a melhora de características como textura, contorno, cor e formato da gengiva a fim de tornar seu aspecto mais atraente.
Se você procura por Periodontia em Curitiba, agende uma consulta com os especialistas do CEOPAR.

Tira dúvidas sobre periodontia

Quando procurar por um dentista especializado em periodontia?

O sinal mais característico é o sangramento da genviva. Fique atento também para alterações na posição dos dentes, mobilidade, retrações gengivais, retenções de alimento e inchaço.

Ao perceber sangramento durante o uso do fio dental, devo suspender esse procedimento?

Não, desde que esteja passando o fio corretamente. O sangramento denuncia a presença de bactérias nessa região, por esse motivo é importante continuar com o uso do fio dental para deixar a região mais limpa.

Qual a causa das doenças que envolvem a periodontia?

A placa bacteriana, tártaro ou cálculo aderido ao dente são a única causa. Algumas alterações na gengiva podem estar associadas a causas hormonais, uso de alguns medicamentos, queda de resistência, stress, entre outros.

Existem medicamentos indicados para o tratamento?

Não é possível o tratamento desta doença somente com medicamentos, já que a placa bacteriana, tártaro ou cálculo aderido ao dente tem que ser removida mecanicamente.

Depois que a doença for tratada, os tecidos recuperam-se completamente?

Sempre ficam sequelas, com exceção das gengivites. A doença periodontal causa alterações como deslocamento na posição do dente, perda óssea, amolecimento de dentes e retração gengival. Existem procedimentos cirúrgicos e protéticos que podem minimizar esses efeitos.

Qual é a frequência dos retornos para a manutenção após o tratamento de periodontia?

Nos casos mais avançados, recomenda-se uma periodicidade de 3 em 3 meses e de 4 a 6 meses para a maioria das pessoas. As visitas para manutenção garantem a estabilidade da condição alcançada com o tratamento.

É possível prevenir as doenças relacionadas à periodontia?

Sim, a prevenção é feita com a remoção da placa bacteriana, tártaro ou cálculo, através de limpeza bucal doméstica com fio dental e escova e, como complemento, as limpezas periódicas feitas pelo dentista.

Qual é a relação entre doenças periodontais e doenças sistêmicas?

Pesquisas mostram relação entre doenças periodontais e doenças como: problemas respiratórios, osteoporose e nascimentos de crianças prematuras e com baixo peso. As pesquisas também apontam que pessoas com doenças periodontais são duas vezes mais susceptíveis a sofrer doenças cardíacas.

Onde encontro um dentista especializado em periodontia?

As idas ao dentista são importantes, identificar a doença logo no início pode fazer muita diferença na hora do tratamento, o CEOPAR conta com profissionais especializados em periodontia. Agende sua avaliação.