Tratamento para Ronco e Apneia Curitiba

Odontologia-estetica-em-curitiba-CEOPAR-tratamento-ronco-apneiaO ronco é um distúrbio respiratório que atinge entre 30% e 40% dos adultos. Caracterizado pelo ruído de tons variados, ocorre por consequência da diminuição da passagem do ar pelas vias respiratórias, causando a vibração do ar. É mais frequente nos homens e pode aumentar com a idade. Estima-se que mais de 60% das pessoas acima dos 55 anos, sofrem com o ronco.

O ronco, sem apneia, não acarreta nenhum problema de saúde, mas tem repercussões sociais. A pessoa que sofre de ronco muitas vezes é objeto ridicularizações indesejadas e também pode interferir no sono de outras pessoas que compartilham o mesmo ambiente para dormir.

Apneia do sono já é uma ocorrência mais grave que em um primeiro momento pode causar uma fragmentação do sono e, portanto sonolência diurna. A longo prazo, o distúrbio é capaz de induzir a doenças como hipertensão, infarto do miocárdio e derrames.

A apneia é sinônimo de parada respiratória, as vias ficam obstruídas por tempo indeterminado, gerando consequências ao organismo. A doença ocorre em ambos os sexos e independe da existência de um quadro de sobrepeso ou obesidade (embora possam auxiliar que a pessoa desenvolva apneia).

O que poucos sabem, é que a odontologia pode ajudar a corrigir o problema. Confira os principais tratamentos para ronco que o CEOPAR oferece para você:

Tratamento para ronco com aparelho intraoral

O aparelho intraoral é um tratamento para ronco que deve ser usado para dormir, encaixando-o nos dentes superiores e inferiores. Esse aparelho é feito sob medida, reposicionando a mandíbula e fazendo com que toda a musculatura orofaríngea se reposicione, desobstruindo as vias aéreas. Esse processo deixa o ar passar sem ronco nem apneia. O aparelho é de fácil adaptação, sendo um tratamento para ronco conservador e não agressivo.

O uso regular do aparelho proporciona um sono reparador, o que facilita a prática de exercícios físicos regulares e, dessa forma, pode facilitar até o emagrecimento. Isso proporciona benefícios para o sistema circulatório, ajuda a combater a insônia, stress e ansiedade. Gera mais ânimo e disposição, além de proporcionar uma melhora significativa na qualidade de vida.

Principais dúvidas sobre o tratamento para ronco com o aparelho intraoral:

Qualquer pessoa pode usar este aparelho?

Não, existem algumas limitações. Pacientes que possuem poucos dentes ou usam próteses extensas, principalmente dentaduras ou próteses removíveis, podem ter dificuldade de reter o aparelho na boca. Neste caso, o dentista deverá avaliar a situação. Problemas periodontais severos, em que os dentes apresentam mobilidade acentuada e pessoas portadoras de prótese total inferior não têm condições de usar o aparelho, já que nesses casos é impossível reter o aparelho na boca.

Pacientes muito obesos ou com índice de apneia muito acentuado (acima de 40 apneias por hora) precisam ser bem avaliados, pois a perspectiva de resultados nem sempre é tão boa. O dentista deverá indicar qual o melhor tratamento para ronco e apneia e o aparelho pode ficar como uma segunda opção ou poderá ser usado em conjunto com outros procedimentos.

Nos casos em que o paciente tem problemas na articulação da mandíbula (ATM), dor, estalos ou desvios, o aparelho pode agravar estes problemas.

Como devo proceder para fazer o aparelho?

Antes de iniciar qualquer tipo de tratamento para ronco, é importante que o paciente passe por uma avaliação odontológica para verificar as condições para colocar o aparelho. Alguns exames complementares podem ser solicitados para um diagnóstico mais preciso.

Usar o aparelho vai curar o ronco?

O aparelho não produz mudanças físicas no paciente. Resolve o problema enquanto é usado.

Dicas para quem ronca:

  • Roncar: não é sinal de sono reparador. Se as pessoas próximas se queixam de que você ronca, leve-as a sério e procure assistência médica especializada.
  • Fique atento: quem tem apneia do sono pode ser tomado por crises de sono incontroláveis durante o dia, o que certamente irá prejudicar o desempenho no trabalho e mais vulnerável a acidentes.
  • Evite ingerir álcool e dê preferência a alimentos mais leves, especialmente antes de dormir.
  • Recorra a artifícios que possam ajudá-lo a dormir de lado e não de barriga para cima.
  • Mantenha seu peso em níveis ideais.
  • Pratique exercícios físicos.
  • Não fume.