Implante Dentário Total

A perda dos dentes prejudica não apenas a autoestima do paciente, mas também a qualidade de vida, pois compromete a mastigação, a dicção e até a digestão. Somado a esses fatores incômodos, a perda dos dentes é uma condição que deve ser tratada com a máxima urgência, afinal, a demora no cuidado pode ocasionar inúmeros problemas, inclusive a perda óssea que inviabiliza a aplicação de implante dentário total. Então, se você se identificou com essa situação, confira abaixo os principais aspectos relacionados ao implante dentário total e agende sua consulta para garantir uma avaliação sob medida!

Como é o pré-operatório do implante dentário total?

O primeiro passo sempre envolve o agendamento da consulta com um dentista especialista em implante dentário para solicitar uma avaliação minuciosa sobre o estado de saúde bucal, bem como a realização de exames específicos capazes de ajudar a chegar num diagnóstico preciso (radiografia e tomografia, por exemplo). Identificada a necessidade e a possibilidade do implante dentário total, o passo seguinte é o início do planejamento do tratamento a ser realizado.

Como é feito o implante dentário total?

O implante dentário total é uma solução bastante interessante para pacientes que perderam todos os dentes de uma arcada ou gostariam de trocar sua prótese móvel por uma prótese sobre implantes. A reabilitação oral com implante de toda arcada dentária pode ser feita tanto na mandíbula (região inferior), quanto no maxilar (região superior). Para tanto, são instalados quatro implantes distribuídos ao longo do rebordo ósseo e, neles, parafusada uma prótese total fixa devolvendo todos os dentes perdidos.

Quanto tempo dura o tratamento para aplicação de implante dentário total?

Em geral, o tempo de tratamento pode variar entre quatro meses até um ano, dependendo das condições do paciente. Entretanto, em alguns casos, pode-se realizar implantes da arcada total num prazo bastante curto com a adoção da técnica denominada carga imediata na qual o paciente utiliza uma prótese provisória durante o período de cicatrização e, em seguida, a substitui por uma definitiva.

Implante dentário total com ou sem enxerto?

O implante dentário total é realizado em pacientes desdentados, usuários de dentaduras ou chapas, que almejam o conforto e a segurança proporcionados por dentes fixos. Em alguns casos, quando o paciente possui diagnóstico de perda óssea, o implante dentário total vem acompanhado da necessidade de realizar um enxerto ósseo dentário, então não se assuste se o dentista solicitar essa medida. O enxerto dentário para implante total não é necessariamente complicado ou invasivo, pelo contrário, em geral, é simples e restringe-se à posição do implante. Saiba mais sobre enxerto ósseo dentário.

Quais são os tipos de prótese para implante dentário total?

A prótese mais comum para o implante dentário total é a chamada prótese protocolo, uma prótese de resina contendo uma barra de reforço metálico em seu interior, contudo, há diversas outras alternativas mais modernas atualmente. Confira alguns exemplos:

  • Prótese em zircônia para implante total (Implante total sem metal)
  • Prótese dentária fixa com dentes um a um
  • Barras de próteses em metais mais leves (titânio)
  • Entre outras!

Quer ter um sorriso impecável com implante dentário total?

Agende a sua consulta de rotina no Ceopar pelo número (41) 3338-7029 e conheça o nosso centro. Dispomos de uma infraestrutura completa e elegante, além de consultórios com equipamentos e materiais de última geração para oferecer excelência em tratamentos odontológicos. Conte com uma equipe altamente qualificada e compromissada com a saúde bucal de seus pacientes!

Compartilhe

Anestesia sem dor

Anestesia sem dor O pavor da anestesia é algo muito comum entre as pessoas, porém, o que poucos sabem é que existe uma maneira [...]

2020-07-24T14:39:08-03:00
Ir ao Topo