Falta de dentes: veja os problemas estéticos e funcionais dessa condição

Se você acabou de perder um dente e achou que se trata apenas de um problema estético, vai se surpreender ao ler este artigo, afinal, verá que essa condição pode acarretar uma série de consequências. Então continue a leitura para entender quais os riscos de permanecer sem dentes!

Falta de dentes compromete diversos aspectos da vida do paciente

A perda dos dentes é chamada de edentulismo, uma condição que afeta milhares de brasileiros e ainda é vista como um fenômeno natural entre os idosos, mas na verdade é um reflexo da falta de prevenção e cuidados adequados com a higiene bucal ao longo de muitos anos. 

Embora os dentes sejam os principais componentes para um sorriso perfeito, a falta de um ou mais deles pode trazer também inúmeros distúrbios funcionais e o comprometimento da qualidade de vida do paciente. Isso porque, todos os 32 dentes exercem importante função nas atividades diárias, como a mastigação e a fala. Os dentes da frente (incisivos) servem para cortar, os caninos para rasgar e os dentes posteriores (pré-molares e molares) para triturar o alimento. Todo o conjunto bucal, por sua vez, é extremamente importante para o sistema digestivo e respiratório.

Conheça mais a fundo os problemas estéticos e funcionais gerados pela falta de dentes

# 01. Problemas digestivos 

Se a mastigação não ocorre adequadamente, os alimentos não são triturados o suficiente e chegam maiores ao estômago, dificultando a digestão e a absorção dos nutrientes.

# 02. Comprometimento da fala 

A fala também é comprometida, haja vista que a boca funciona como uma ‘caixa de ressonância’ e a dentição ajuda na transmissão do som.

# 03. Gengiva machucada 

Além das funções já mencionadas, os dentes também servem para proteger a gengiva e o tecido periodontal. A falta desse elemento, portanto, deixa a gengiva exposta e a torna vulnerável nos processos de escovação e mastigação.

# 04. Perda óssea 

Sem a substituição imediata de um elemento dentário, a estrutura óssea fica sem suporte e o tecido periodontal é afetado, iniciando-se um processo natural de perda óssea no local.

# 05. Deslocamento de dentes ‘vizinhos’ 

Com a ausência dos dentes adjacentes, os dentes próximos perdem a sustentação e tendem a inclinar para o espaço que falta. Como consequência, os dentes remanescentes ficam tortos e geram um mal posicionamento da mordida, refletindo, em muitos casos, em problemas na articulação da mandíbula. Esse deslocamento pode levar, inclusive, à uma extrusão dentária, ou seja, à erupção da coroa dentária.

# 06. Problemas estéticos

O espaço deixado pelo dente faltante certamente compromete a estética do sorriso, por isso, é muito importante que havendo ausências dentárias, isto é, a perda de um ou mais dentes, o paciente busque auxílio de um dentista para a reposição imediata do elemento dentário, seja por meio de reimplante do próprio dente (quando possível) ou implante dentário, seja por meio de uma prótese.

# 07. Infecções gengivais e perda de outros dentes

Além de comprometer a qualidade estética, dentes desalinhados podem dificultar a adequada higienização oral e desencadear o surgimento de doenças periodontais. Em casos mais avançados, os anos de maus cuidados afetam significativamente os tecidos de suporte dos dentes, como o osso e o ligamento periodontal, e, em decorrência disso, ocasionam a queda de outros elementos dentários. Somado a isso, as doenças periodontais podem comprometer o bom funcionamento do organismo como um todo, indo muito além da boca, devido à possibilidade de os microrganismos da cavidade bucal migrarem pela corrente sanguínea para órgãos, como o coração, pulmão e outros, favorecendo o desenvolvimento de doenças sistêmicas diversas.

A atenção deve ser redobrada em tempos de coronavírus!

Segundo estudo conduzido no Catar e publicado no Journal of Clinical Periodontology, pessoas com a forma mais grave de periodontite tinham um risco três vezes maior de serem intubados, internados na UTI ou morrerem por causa do Sars-CoV-2. Portanto, o CEOPAR reforça o alerta: mantenha uma escovação regular e correta (dentes, gengivas, língua e bochechas), use o fio dental adequadamente e visite o dentista com frequência. Preservar a saúde bucal faz bem para o corpo todo!

Opções de tratamento para a perda de dente

Existem muitos tratamentos para a perda de dentes e uma das alternativas mais modernas e seguras é a instalação de próteses dentárias definitivas sobre implantes. Nesse segmento de implantes dentários, há até os “implantes sem corte”, procedimentos menos invasivos realizados através de técnica cirúrgica guiada na qual o planejamento do procedimento é feito completamente no computador, a partir de uma tomografia e guias cirúrgicos.

Cansou de segurar o sorriso por causa da falta de dentes?

Baixe nosso e-book sobre Implante Dentário e veja como voltar a sorrir sem medo ou constrangimento e ainda comer de tudo sem preocupação.

Os implantes dentários são estruturas de titânio que servem para substituir a raiz do dente e dar suporte a uma prótese dentária, contribuindo para uma melhor aparência física e função mastigatória. Esse tratamento pode ser uma excelente opção para pacientes com perda unitária, parcial ou de todos os dentes. Mas, atenção: cumpre destacar que, para quem não possui estrutura óssea suficiente para a fixação dos implantes, muitas vezes necessita de enxerto ósseo para obter sucesso ao restaurar o sorriso.

#ParaSaberMais – Devo fazer um implante dentário depois de quanto tempo se eu perder um dente? 

Por que as pessoas devem se preocupar com a falta de um dente, mesmo se não atrapalhar diretamente a estética?

Se a perda do dente é frontal e aparente, o paciente tende a buscar um dentista rapidamente para solucionar o problema. No entanto, se a falta de dente é na região posterior, muitas pessoas adiam a reposição. O problema dessa postura é que, como mencionado anteriormente, a perda de um dente pode representar problemas muito maiores do que os estéticos. 

Alteração da mordida decorrente da movimentação dentária, dificuldades para se alimentar e falar, infecções graves na gengiva, bem como o desencadeamento de distúrbios digestivos e nutricionais são alguns exemplos de complicações causadas pela perda dentária, independentemente se a ausência é frontal ou posterior. Aliás, engana-se quem acredita que a perda de um dente posterior não afetará a estética e autoestima do paciente, pois, após tempo prolongado nessa condição, os dentes começam a se movimentar, criando espaços entre eles e deixando os demais dentes tortos.

Mas não é só isso: com o tempo, muitas pessoas passam a ter uma alimentação restrita a itens fáceis de serem mastigados e, então, dá adeus aos saborosos churrascos ou às maçãs, sem falar nos custos com tratamentos que se tornam muito mais caros quando o quadro do paciente está seriamente comprometido. Em resumo, tratar a perda dentária brevemente evita dores e doenças secundárias, melhora a aparência e sai muito mais barato. Afinal, ninguém gosta de desperdiçar dinheiro, não é mesmo?!

Perdi um dente, e agora? Aproveite para agendar sua avaliação conosco, o CEOPAR está de portas abertas esperando por você!

Compartilhe

Sobre o CEOPAR

O Centro de Estética Oral Paraná – CEOPAR possui anos de experiência em cuidar de pacientes com ausência de dentes e entende bem os riscos e inconvenientes causados por essa condição. São inúmeros relatos de pessoas que sentem vergonha e insegurança de manter o convívio social desejado, sofrem com problemas bucais e notam sua alimentação sendo comprometida. 

Agende a sua consulta e conheça o nosso centro. Dispomos de uma infraestrutura completa e elegante, além de consultórios com equipamentos e materiais de última geração para oferecer excelência em tratamentos odontológicos. Conte com uma equipe altamente qualificada e compromissada com a saúde bucal de seus pacientes.

Tipos de Implante Dentário

Tipos de Implante Dentário Perda dentária, seja ela parcial ou total, causa dores e desconfortos, prejudica a estética e a autoestima e, ainda, compromete [...]

2021-03-23T17:31:24-03:00
Ir ao Topo