Enxerto Ósseo Dentário

O desgaste dos ossos da boca é bastante comum em pessoas que perderam os dentes há algum tempo. Essa condição causa uma série de desconfortos e inviabiliza a realização de implantes dentários, afinal, é necessário que haja uma quantidade mínima de osso (espessura ou altura) para realizar o procedimento. Contudo, devido aos avanços da Odontologia, tal quadro pode ser facilmente revertido com o uso do enxerto. Para saber mais sobre enxerto ósseo dentário, acompanhe este artigo produzido pelo Ceopar, o seu Centro de Estética Oral!

O que causa perda óssea?

Diversos fatores podem levar à degradação da estrutura óssea bucal, no entanto, um dos principais é a perda dentária, que pode ser decorrente do envelhecimento, osteoporose, alterações hormonais, trauma oclusal, periodontite, fumo ou álcool. Sendo assim, a recomendação é o paciente buscar tratamento imediato para evitar que a ausência do dente provoque em algum grau a atrofia da região. A demora no tratamento, por outro lado, pode implicar na necessidade de realizar o enxerto ósseo.

O que é enxerto ósseo dentário?

O enxerto ósseo dentário é um procedimento cirúrgico utilizado para reconstruir uma área comprometida. Para isso, retira-se um fragmento de osso da própria pessoa (autógeno), de ossos de animais (xenógeno) ou, ainda, de materiais sintéticos e o implanta no local a ser reparado. Após alguns meses, esse osso enxertado se incorpora, deixando a região mais volumosa, alta e espessa e, assim, o paciente pode prosseguir com diversos tratamentos. O período de recuperação depende da extensão e do tipo do enxerto e envolve tanto a cicatrização gengival quanta a óssea.

Quando o enxerto ósseo dentário é indicado?

O procedimento é indicado quando, a partir da avaliação clínica, tomográfica e radiográfica, o paciente possui diagnóstico de perda óssea. Além disso, a técnica de enxerto ósseo se aplica aos pacientes que almejam um implante dentário, mas não têm as condições necessárias nos ossos da boca para recebê-lo. Embora a reconstrução de uma área bucal por meio de enxerto ósseo possa ser recomendada para diversos casos, exige uma avaliação mais aprofundada em pacientes com doenças periodontais, diabetes descompensada, fumantes e menores de 18 anos.

Quais são os cuidados após a enxertia dentária?

O pós-cirúrgico do procedimento de enxerto dentário requer cuidados muito importantes para garantir a efetividade do tratamento e devem ser seguidos à risca. Dessa forma, atente-se às dicas abaixo e em caso de dúvidas mais específicas, converse com um dentista especializado!

  • Evite esforço físico e fale apenas o necessário nos primeiros dias
  • Evite ingerir bebidas alcoólicas durante a recuperação
  • Evite fumar antes e depois da cirurgia, especialmente no mês posterior
  • Aposte em líquidos nas primeiras 24h, mas não sugue com canudo
  • Prefira alimentos pastosos e frios nos primeiros dias para evitar esforço mastigatório e edemas
  • Evite sol durante o período recomendado pelo seu cirurgião
  • Eleve a sua cabeça na hora de dormir
  • Atente-se para a higienização bucal, mas tenha cuidado com a região operada
  • Evite o bochecho (mexa a cabeça de um lado para o outro) e deixe o líquido sair sem esforço
  • Utilize compressas de gelo para amenizar hematomas
  • Use a medicação prescrita corretamente por todo o tempo indicado
  • Retorne ao seu dentista para um check-up periódico

Procure uma clínica de confiança para realizar a cirurgia de enxerto ósseo dentário!

A colocação do enxerto ósseo é um procedimento cirúrgico que deve ser realizado em um local qualificado e por um profissional especializado. Agende a sua consulta de rotina no Ceopar pelo número (41) 3338-7029 e conheça o nosso centro. Dispomos de uma infraestrutura completa e elegante, além de consultórios com equipamentos e materiais de última geração para oferecer excelência em tratamentos odontológicos. Conte com uma equipe altamente qualificada e compromissada com a saúde bucal de seus pacientes!

Compartilhe

2020-07-24T14:00:05-03:00
Ir ao Topo