Tipos de Implante Dentário

Perda dentária, seja ela parcial ou total, causa dores e desconfortos, prejudica a estética e a autoestima e, ainda, compromete a fala e a mastigação. Trata-se, portanto, de um problema sério que afeta diversas esferas na vida das pessoas e, por isso, precisa ser solucionado com a máxima brevidade para reverter todo esse quadro e devolver ao paciente a confiança e as funções citadas. Se você está buscando informações sobre os tipos de implante dentário para eliminar um ou mais desses aspectos mencionados inicialmente, aproveite para conferir a seguir algumas opções disponíveis!

Como é feito um implante dentário?

O implante dentário consiste na fixação de pinos de titânio no osso do maxilar superior ou inferior em substituição à raiz do dente. É um tratamento odontológico que, combinado com o uso de prótese sobre implante, permite substituir um, vários ou até mesmo todos os dentes naturais perdidos em decorrência de cáries, doenças gengivais e traumatismos, por exemplo. Esse tratamento está cada vez mais seguro e acessível e vem sendo bastante adotado para solucionar problemas de perdas dentárias.

Atenção! Conforme apontado inicialmente, a importância dos implantes dentários vai muito além de suprir expectativas estéticas e influencia também questões funcionais. O comprometimento da fala e da mastigação, assim como o desajuste da mordida, as doenças digestivas e a perda óssea são alguns dos exemplos de problemas que podem ser solucionados com a aplicação de implantes. Portanto, não adie mais a visita ao dentista.

Quais são os principais tipos de implante dentário?

Há vários tipos de implante dentário disponíveis, sendo indispensável a avaliação do dentista para identificar as necessidades de cada paciente e indicar as próteses mais interessantes. Confira alguns exemplos a seguir!

  • Implante dentário com carga imediata. O implante dentário com carga imediata se dá quando o paciente realiza a extração do dente, fixação do implante e aplicação do dente provisório (carga imediata) sobre o pino de titânio recém fixado. Esse procedimento costuma ser adotado nos dentes anteriores para preservar o contorno da gengiva, no entanto, também pode ser indicado para os dentes posteriores, de acordo com as condições de cada caso. Trata-se de uma excelente alternativa para pacientes em busca da reposição rápida do dente para melhorar questões estéticas e minimizar dores e desconfortos.
  • Implante com Prótese Protocolo. Esse tipo de implante dentário, indicado quando a maior parte dos dentes está comprometida, consiste na colocação de pinos de titânio ao longo de todo o maxilar inferior com o objetivo de fixar uma prótese dentária acrílica. Por ser uma prótese fixa, o resultado final costuma ser muito satisfatório, pois gera segurança de mastigação, contudo, exige cuidado redobrado com a higienização bucal. Por isso, mantenha a rotina de passar fio dental, fazer a escovação correta e utilizar enxaguantes bucais antibactericidas (sem álcool), conforme recomendação do seu dentista.
  • Implante com Prótese Overdenture. A prótese overdenture, indicada para pacientes desdentados e usuários de próteses totais, é uma alternativa mais em conta que a protocolo, pois exige menos pinos de titânio. Esse modelo funciona como uma dentadura fixa por meio de uma barra que liga os pinos à prótese, o que garante mais segurança, estabilidade e conforto ao comer, falar e higienizar. Nesse tipo de implante dentário, os pinos são colocados sob a gengiva e, em seguida, os dentes artificiais (agrupados) são encaixados. Além de exigir um investimento mais baixo, outro benefício é a possibilidade de remover a prótese e, assim, melhor higienizar.
  • Implante zigomático. O implante zigomático se diferencia dos demais por ser fixado no osso da maçã do rosto (osso zigomático). Esse tipo de implante dentário, realizado em ambiente hospitalar com o acompanhamento de um médico anestesista, é indicado para pacientes que perderam os dentes há muito tempo ou em casos de perdas ósseas e atrofias maxilares decorrentes de inflamações prolongadas. Como vantagem possibilita a redução da necessidade de enxertos ósseos para fixar os implantes.

          Importante! A ausência de espessura e condições ósseas adequadas inviabiliza o uso de implantes dentários e, por isso, pode ser necessária a realização de enxerto ósseo dentário. Tal recurso proporciona melhor sustentação para o implante dentário nesses casos em que a estrutura do paciente é insuficiente.

  • Mini-implante dentário. Esse outro tipo de implante dentário consiste em um micro parafuso feito de titânio instalado entre os ossos, na mandíbula ou no maxilar. Considerado uma mini-prótese, o mini-implante funciona como um acessório para ajudar no tratamento ortodôntico e impulsionar o movimento dos dentes, sem a finalidade de substituição dentária. Essa técnica é utilizada como uma ancoragem na qual permite movimentações ortodônticas, sem que afete outros dentes. Tão logo o(s) dente(s) atinge o posicionamento desejado, o mini-implante dentário é removido.

Como saber qual é o tipo de implante dentário mais indicado para mim?

Somente um especialista em implantes poderá orientar qual é o implante dentário ideal. Em geral, na primeira consulta o dentista faz uma avaliação clínica para observar o estado do comprometimento dentário, em seguida, solicita uma radiografia panorâmica, que em conjunto darão uma avaliação da estrutura óssea. Em muitos casos, também é necessária a realização de tomografia computadorizada. Com a documentação em mãos, o dentista planeja o caso e indica o tipo de implante dentário mais adequado!

Restou alguma dúvida sobre os tipos de implante dentário? 

Agende a sua consulta de rotina no Ceopar pelo número (41) 3338-7029 e conheça o nosso centro. Dispomos de uma infraestrutura completa e elegante, além de consultórios com equipamentos e materiais de última geração para oferecer excelência em tratamentos odontológicos. Conte com uma equipe altamente qualificada e compromissada com a saúde bucal de seus pacientes!

2020-07-24T14:03:40-03:00